Tenho o Dom de Amar e o Privilégio de ser Amada.

20
Out 10

Este foi um texto começado por uma grande amiga minha, a TM, que é uma óptima escritora... O texto está lindo, eu apenas o completei! Espero que gostem tanto quanto nós o gostámos de escrever juntas!

 

E mais um dia se passou e só as memórias é que me alimentam. Agora os teus actos ternurentos não passam de memórias. A tua voz doce, agora não passa de um tom forte a citar breves palavras. Não me tratas por “amor”, mas eu recordo os mehores momentos contigo. Quando te sentavas ao meu lado, à beira da cama e me sussurravas “não chores. Eu estou aqui”. E logo a seguir eu sentia os teus braços em volta de mim! Era o teu abraço, aquele com que me sentiaprotegida. Aproximavas-te da minha cara... A tua mão pousava em cima dela, e os teus dedos limpavam as minhas lágrimas, com ternura enquanto a outra mão punha os meus cabelos para trás das costas. Eu sabia o que vinha a seguir. Os teus olhos entravam dentro dos meus e conseguias-me ler o pensamento quase automaticamente. Os teus olhos, nesses momentos, eram os espelhos dos meus. Nesses momentos, os teus olhos aproximavam-se dos meus e o teu respirar batia no meu. Era uma mistura de sensações. Os meus lábios acabavam sempe por sentir um breve toque dos teus. Mas só quando as tuas mãos agarravam a minha cara, como a de uma boneca, é que sentia por completo os teus lábios colados aos meus. E chegava ao momento em que as nossas bocas é que nos comandavam. As tuas mãos caminhavam lentamente desde a minha face até à minha cintura sem nunca parar. E só quando à minha cintura chegavas é que me puxavcascontra ti! As minhas mãos enrolavam-se atrás do teu pescoço. As tuas mãos voltavam a encaminhar-se pelo resto do meu corpo. Sempre com uma grande lentidão.  Eu conseguia sentir os teus dedos na minha barriga ou nos meus ombros descobertos. Estavas em todo o lado! Nesses momentos, sentia-me paralisada. Encostáva-me para trás, até ficar completamente deitada. Eu já sabia que o teu corpo ia para cima do meu, como um íman. Os teus lábios descolavam-se dos meus e começavam a viagem pelo meu corpo. Antes de cada movimento teu, eu já sabia o que se seguiria. Era uma dança composta pelos dois, trabalhada e aperfeiçoada ao longo do tempo, era perfeita. Os nossos corpos reagiam com paixão incontrolada, como só os amantes que se desejam intensamente podem sentir. A cada toque teu, pequenas chamas se acendiam na minha pele. Eu deixava de respirar. Beijaste-me novamente. As nossas línguas entrelaçavam-se com ternura, mas os nossos movimentos eram rápidos. Eu desejava-te, tal como tu me desejavas. Deixaste a minha boca e encostas-te os teus lábios à minha clavícula, desceste lentamente até aos meus seios, brincando com eles. Eu puxava-te de encontro a mim. Os meus seios reagiam a cada toque da tua língua. Paraste e voltaste a beijar-me. Nesse momento, os nossos corpos fundiram-se num só, mostrando todo o desejo que nos unia. Neste momentos eu e tu não existia. Éramos como animais. A paixão e os instintos dominavam as pessoas calmas e coerentes que éramos lá fora. Deixámos de ter noção do tempo e do espaço. Olhaste-me nos olhos e disseste-o. O que sempre quis ouvir vindo dos teus lábios. O que eu sentia e agora tinha a certeza de que tu também sentias. Foi um “amo-te” audível. Mas até podia ter sido sussurrado. Pela forma como os teus olhos estavam intensos, eu sabia que era verdade. E eu também te amava. Não precisava de o dizer. Deixámo-nos ficar lado a lado na cama. Enlançaste-me a cintura com o teu braço forte, prendendo-me no teu abraço. Sentia-me feliz, segura e protegida. Adormecemos assim, e eu pensei que o nosso amor fosse para sempre.

teoria feita por Mags às 19:34

Se eu te disser que há muito tempo que não li algo que me transmitisse tanta emoção acreditavas?
Eu simplesmente amei este texto. Senti cada sentimento e cada emoção como se estivesse a viver o texto.
Enfim... o amor é efémero, mas desde que saibamos viver cada momento, vale sempre a pena.
Beijos
Joana Pires a 24 de Outubro de 2010 às 15:42

Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

14
15

22
23

24



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Vamos contar o tempo...
PitaPata Dog tickers
Ajudar e...
760 50 10 95
...Prevenir!
"Orgulho naquilo em que acredito!"
pesquisar
 
"Exige muito de ti e espera pouco dos outros!"
Está verde? Podes falar!
blogs SAPO