Tenho o Dom de Amar e o Privilégio de ser Amada.

22
Jan 11

Um dia destes, deu-me para me pôr a pensar nos meus sonhos de menina. Não sei bem porquê... Apenas pensei. Em tudo aquilo que, até hoje, quis ser na vida adulta. Em todas as vezes em que me perguntaram o que queria ser quando "fosse grande" e em todas as vezes que os meus olhos castanhos brilharam, enquanto respondia alegremente "cabeleireira", "cantora", "bailarina", "empregada de uma loja", e por aí fora. Acho que quando era mesmo pequenina até cheguei a dizer que queria ser um princesa, uma fada e coisas deste género. Todos nós passámos por tal fase. E agora acho piada.

Hoje, porém, penso também no dia em que descobri o que queria fazer com o meu futuro. Foi em 2008, mais ou menos em Janeiro, quando estava a ler um livro. Pensei nisso mas não o disse a ninguém. Não queria que se rissem, ou que achassem que era apenas mais uma brincadeira. E a partir desse momento investiguei.

Uma coisa sempre quis: uma profissão onde pudesse falar o quanto eu quisesse e, se possível, escrever bastante. Afinal de contas, estas duas coisas definem que sou!

Também me lembro do dia em que o comuniquei ao meu pai e à minha irmã do meio. Era Verão, estávamos na praia de Sesimbra, no mês de Agosto. A maré estava a encher. Também tenho perfeita noção de que esta vez foi diferente. Os meus olhos não só brilharam como também se iluminaram. A minha voz foi forte e decidida, o meu sorriso era grande, enorme. Automaticamente perceberam que não era apenas mais um delírio de criança. Era o meu desejo, o meu sonho!

Hoje, 3 anos mais tarde, e a apenas 1 ano para entrar na faculdade, tenho a certeza absoluta do que quero. Naquele momento comecei a traçar o meu destina, que hoje está mais nítido do que nunca. Advocacia não será apenas uma profissão, mas uma parte do meu ser. Irá completar aquilo que sou hoje!

Hoje, 3 anos mais tarde, percebo que a minha decisão foi a correcta. Quando me perguntam se já sei o que vou seguir, é com confiança e até uma pontinha de orgulho que digo que quero ser Advogada. É o meu destino. É a minha vocação!

teoria feita por Mags às 18:33

Bela escolha.
E que depois do curso concluído, no exercício da tua profissão a saibas exercer com imparcialidade e justiça.
Beijinhos.
in-perfeita a 22 de Janeiro de 2011 às 19:58

Confesso que quando li o titulo a 1ª coisa de que me lembrei foi do Tony Carreira hahaha
Mas gostei muito de te ler. Estou morta para descobrir, como é obvio que tu já o fizeste, o que quero fazer, qual é a minha vocação, para que é que vim ao mundo... Mas estou no 9º ano e ando um bocado perdida, gostava de ter metade da tua confiança!
Só por curiosidade qual foi o livro ?? (eu adoooro ler)
Beijinho Jo
Jo a 24 de Janeiro de 2011 às 12:58

Olá Jo :)

É normal que estejas assim. Muitos dos meus colegas também ainda não sabem o que querem ser e já estão no 11º ano! E a confiança ganha-se... Eu também não a tinha, até descobrir aquilo de que gosto mesmo... E se não for direito é políica! Uma das duas coisas é de certeza!
Naquela altura estava a ler 19 Minutos, de Jodi Picoult :)
Já somos duas que adoram ler :b

Beijoca grande :D
Mags a 24 de Janeiro de 2011 às 23:12

Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
13
14
15

16
18
20
21

23
24
25
26
27
28

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Vamos contar o tempo...
PitaPata Dog tickers
Ajudar e...
760 50 10 95
...Prevenir!
"Orgulho naquilo em que acredito!"
pesquisar
 
"Exige muito de ti e espera pouco dos outros!"
Está verde? Podes falar!
blogs SAPO