Tenho o Dom de Amar e o Privilégio de ser Amada.

22
Abr 11

 

 

São 6 anos. 6 longos anos sem o teu toque, sem o teu perfume, sem a tua voz, sem o teu sorriso, sem a tua presença, sem ti! 6 anos esses que ainda se irão multiplicar por muitos mais.

Os primeiros 3 anos foram de profundo sofrimento. Talvez o primeiro nem tanto, ainda não tinha entendido o que a morte significava. Foi o meu período de adaptação e de entendimento. Penso que caí na realidade desta minha nova vida, quando saí do colégio. Foi nesse momento que percebi que nunca mais cá estarias! Foram tempos críticos, onde não sabia bem o que fazer comigo. O meu corpo mostrava-se sempre forte e inalterado, mas a minha mente sucumbia aos meus desejos de desistir de tudo, e de não me preocupar com mais nada. Vi a mana velha tentar refazer a sua vida, tentando ultrapassar a dor da perda, e a mana em sofrimento permanente. Tentei recompor-me e apoiar a mana. O meu instinto protector estava ao rubro, apesar de o tentar esconder. Refugiei-me em atitudes egoístas, que criaram uma barreira entre mim e o Mundo. As minhas respostas eram rudes, frias, até um pouco incoerentes. Fui aprendendo a lidar (melhor ou pior) com o turbilhão de sentimentos que me assolava a alma, e aprendendo a sobreviver.

No presente, sinto imensamente a tua falta, é algo que me fere sempre que penso em ti. Faltam-me os teus sorrisos, os teus telefonemas. Falta-me a tua voz. O teu cheiro, a esse continuo a encontrá-lo na gaveta que guardámos para ti lá em casa. Reconforta-me, protege-me, acalma-me. Faz-me falta o teu toque. Sabes do que me lembrei há poucos dias? De quando me deitava na tua cama e tu, impelida pelo teu instinto maternal, e inconscientemente me começavas a passar a mão no cabelo. Eu barafustava, dizia para parares, mas a verdade é que amava esses momentos, e tu bem lá no fundo sabia-lo, porque continuavas.

Posso dizer que o meu estado de desespero já passou. Demorou um tempinho mas consegui recuperar a alegria de viver. Quando agora estou pior agarro-me com força a ti. Sim, o meu maior sofrimento é também o meu maior porto de abrigo. Porque agora sinto-te mais forte, sinto-te mais perto de mim do que alguma vez senti! Sei que estás aqui a meu lado, protegendo-me, guiando-me.

E aproveitando uma frase da mana: Se agora não podemos mais estar juntas, porque é que te sinto aqui tão perto de mim?

 

Amo-te. Amei-te ontem, quando te podia tocar; amo-te hoje, que não o posso fazer; e sei que te amarei amanhã. Porque mais juntas do que estamos agora, é impossível. És parte do meu coração e da minha essência!

teoria feita por Mags às 10:55

Magui , a tua estrela está,e estará sempre contigo.Lembraste daquelas letras que foram escritas para ti?Sempre que o teu coraçãozinho apertar relê-as, a mensagem está lá. O Amor... esse é o amor mais puro,sincero e desinteressado que alguma vez possuirás na vida (o amor de mãe,pai,irmãos e filhos),é aquele amor que nos move,é aquele que te faz erguer os ohos ao céu e olhar a estrela mais reluzente.Porque essa estrela é tua;Tua e das tuas manas.Essa é a Estrela do Amor,a Estrela que vos Ampara,Consola.A Estrela que vos guia e guiará para toda a vida a Estrela que estará sempre para vòs,A MÃE. E tu Magui junto com as manas São o Orgulho da Estrela, por isso o Céu tem um brilho mais intenso quando olhado por vós. Obrigada Magui .Obrigada por Seres quem És,Obrigada por seres filha e como filha que sejas sempre um verdadeiro exemplo de Amor.Beijos de quem te quer muito e desejos de uma Feliz Páscoa.
Carolina Clemente a 22 de Abril de 2011 às 23:09

A tua mãe continuará com certeza a observar-te com muito amor e carinho, protegendo-te, sendo o teu anjo da guarda mais precioso. Esteja onde estiver, sentir-se-à muito, muito orgulhosa das suas filhotas, todas elas.

Muitos beijinhos e abracinhos com ternura,
Dri @ love u
Dri a 23 de Abril de 2011 às 22:50

olá! Não sabia que tinhas perdido a tua Mãe. Lamento o que te aconteceu. É assim, já perdi os meus avós, tios-avós e muita gente querida que não era da minha família. Eu acho que sentimos sempre saudades, das pessoas que nos deixaram. A dor de perder alguém, pode ficar adormecida, mas volta e meia estamos sempre a lembrar-mos de quem nos deixou. Aposto, que a tua Mãe está a sorrir para ti, neste momento e que está sempre ao teu lado. beijos e um abraço
nuno a 27 de Abril de 2011 às 18:16

Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
14
16

18
19
20
21
23

24
25
26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Vamos contar o tempo...
PitaPata Dog tickers
Ajudar e...
760 50 10 95
...Prevenir!
"Orgulho naquilo em que acredito!"
pesquisar
 
"Exige muito de ti e espera pouco dos outros!"
Está verde? Podes falar!
blogs SAPO