Tenho o Dom de Amar e o Privilégio de ser Amada.

02
Jun 11

 

Eu cresci com a política a meu lado. Desde pequena me lembro de andar com o meu pai, em campanha. Lembro-me da primeira vez que ele concorreu aqui à freguesia. Lembro-me como se fosse ontem. Não das propostas dele, ou da política em si, mas sim de ser uma noite de Outubro, estar a tocar a música dos Vangelis, e do cheiro a castanhas assadas que pairava no ar. Lembro-me do frio que estava, mas também me recordo do orgulho imenso que senti, mesmo sendo pequenina. A política corria-me nas veias, apesar de o negar. Sempre que me diziam "Vais seguir as pisadas do teu pai, Magui?" eu respondia um aceso "Não! Não quero ir para a política, é chato!", no entanto, e uns bons aninhos depois, as pessoas já não me fazem essa pergunta. Já sabem que a resposta está mais do que sabida.

Aos poucos e poucos fui aceitando o que em mim existia. Esta necessidade de saber o que se passa no país e no mundo, de entender o porquê de certas decisões tomadas, e mais, fui aprendendo a construir as minhas próprias ideias, a defender as minhas crenças.

Hoje, afirmo com orgulho que sou PS, e que o que mais prazer me dá é andar na rua, lutar por este país que é também tão meu.

Hoje, afirmo com orgulho que defendo a distribuição da riqueza, defendo a igualdade, defendo um estado social e mais justo. Sou a favor de um SNS público e acessível a todos, e de uma escola pública, pois considero a educação um direito, independentemente do estatuto económico de quem a frequenta.
Defendo um PM capaz de apresentar medidas, como o PEC IV, numa tentativa de resgatar o país. E não concordo com um oposição tão sedenta de poder, que rejeita essas mesmas medidas, por as considerar muito exigentes, e que afirma que se vencer as eleições, as suas políticas serão muito mais exigentes que a Troika.

Defendo o TGV, porque sei que nos ligará à Europa, trazendo mais hipóteses de empreendimento no país.
Por tudo isto e muito mais, apoio José Sócrates, apoio o PS. Porque apoiar José Sócrates é defender o futuro, é Defender Portugal!

E no presente, se me perguntarem o que quero fazer no futuro, para além de vos dizer que quero tirar o curso de Direito, digo-vos também que quero seguir as pisadas do meu pai, porque ainda mais do que uma paixão, é uma necessidade. É um modo de vida!

teoria feita por Mags às 15:45

olá! eu também respeito desde criança, o Ps, devido ao Dr. Mário Soares . E nos primeiros anos que votei, sempre votei no Ps . Adoro castanhas assadas. Filha de peixe sabe nadar . O que interessa é que um dia sejas uma boa advogada e que ajudes o próximo ( naqueles dias em que apanhares uma pessoa que não tenha dinheiro para pagar os teus serviços ) O meu falecido avô não era advogado, mas era o chefe da repartição do Marco. Pelos vistos chama-se ao Cartório ou Notário, a Repartição, há mais de 40 anos atrás. O meu avõ, aqueles que não tinha dinheiro, ajudava-os no que podia e depois apareciam lá em casa com frangos caseiros, coelhos, e muitas outras coisas. Ainda hoje, me lembro, tinha eu 5 ou 6 anos e via pessoas a irem lá a casa, pedir-lhe ajuda. beijos
nuno a 2 de Junho de 2011 às 19:28

Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Vamos contar o tempo...
PitaPata Dog tickers
Ajudar e...
760 50 10 95
...Prevenir!
"Orgulho naquilo em que acredito!"
pesquisar
 
"Exige muito de ti e espera pouco dos outros!"
Está verde? Podes falar!
blogs SAPO