Tenho o Dom de Amar e o Privilégio de ser Amada.

23
Nov 11

Uma sensação diferente invade-me o corpo. Começando na pontinha dos dedos, inchando-me a alma de uma maneira nunca antes sentida por mim. Sinto-me a levitar, pairando a escassos centímetros do chão e sabe tão bem! Um sorriso desponta-me dos lábios nas mais diversas ocasiões, sem pressas, sem motivos válidos para tal. É como se estivesse numa realidade bem diferente da minha. Sem problemas, sem preocupações.

Os dias passam depressa, a correr, a voar. Quase que nem os sinto. Acabo de me levantar e quando dou por mim já é hora de me deitar. Sinto-me exausta, sem no entanto estar cansada... O cansaço não me pesa nos ombros. Deito-me tarde e a más horas e no dia seguinte estou a pé cedo. E sou feliz assim. Esta minha nova vida consome-me, sem me consumir.

Corro entusiasmada. Aliás, hoje em dia corro para tudo. Corro para a frente e para trás. Ando sempre a mil e quando paro, falta-me qualquer coisa. Mas só assim sou feliz.

Falo de mil e uma coisas e não me calo e enquanto não tenho as coisas resolvidas não páro. Por vezes chego mesmo a ser chata... Ou persistente, como um amigo diz. Escolham vocês!

Mas... E apesar de tudo, sinto-me tão bem! Aliás, já tantas vezes ouvi dizer e hoje dou valor: "Quem corre por gosto não cansa!". É verdade. Sinto-me prestável, estou a fazer o que eu gosto, e não deixo nada para trás. E estou empenhada. Muito empenhada em tudo. Tudo, tudo.

 

E apesar de nada no meu dia agora ser tranquilo, ou calmo; eu estou mais tranquila e feliz do que nunca! Ainda hoje escrevi: "A felicidade verdadeira é aquela que advém do nosso trabalho, daquele trabalho que nos dá prazer, que queremos fazer, que nos realiza, que nos preenhe!"

teoria feita por Mags às 16:25

18
Set 11

É oficial. As férias acabaram, o descanso acabou, acabou esta fase de-não-tenho-nada-para-fazer-por-isso-vou-passar-a-manhã-a-dormir-e-a-tarde-deitada-no-sofá e pai-para-que-me-vou-deitar-antes-das-2h-da-manhã-se-amanhã-não-tenho-aulas?. It's over.

 

É um novo ano. É o último ano na ESA. É o ano do tudo ou nada. É o ano da média final, dos desafios, da contagem decrescente, da procura de faculdade. É um ano decisivo. E é o melhor ano! E, ainda bem que já começou!

teoria feita por Mags às 14:30

06
Set 11

As melhores emoções são aquelas que são sentidas, tão intensas que nem passar para o papel conseguimos. Pensamos que vamos sufocar com tudo, ao mesmo tempo que rejubilamos de alegria. E são aquelas que não precisam de ser ditas porque são mostradas em cada palavra trocada, em cada gesto que se faz, em cada olhar cúmplice lançado. E por muito que não precisem de ser ditas, damos por nós a pronunciá-las num acto sincero de amor. E por muito que que não precisem de ser ditas, damos por nós a desejar intensamente ouvi-las... Tão confuso que pode ser! Tão belo que arrepia.

Se é sincero, só nós sabemos. E fazemos questão de mostrar ao outro que o é. Mesmo que não seja preciso.

Vivemos numa espécie de bolha, num universo paralelo, construído por duas pessoas, para apenas duas pessoas. E essa bolha só pode ser rebentada se essas duas pessoas assim o quiserem.

Por mais tempo que passe, por mais espaço que separe, vai apenas fortalecer o que é sentido.

E por muito que se queira escrever, sabemos que assim que começamos tudo se esvai, porque não há palavras que descrevam tudo. É pouco, é vazio, é inútil, até por vezes frustrante. Mas é a melhor sensação do mundo!

teoria feita por Mags às 23:16

02
Jun 11

 

Eu cresci com a política a meu lado. Desde pequena me lembro de andar com o meu pai, em campanha. Lembro-me da primeira vez que ele concorreu aqui à freguesia. Lembro-me como se fosse ontem. Não das propostas dele, ou da política em si, mas sim de ser uma noite de Outubro, estar a tocar a música dos Vangelis, e do cheiro a castanhas assadas que pairava no ar. Lembro-me do frio que estava, mas também me recordo do orgulho imenso que senti, mesmo sendo pequenina. A política corria-me nas veias, apesar de o negar. Sempre que me diziam "Vais seguir as pisadas do teu pai, Magui?" eu respondia um aceso "Não! Não quero ir para a política, é chato!", no entanto, e uns bons aninhos depois, as pessoas já não me fazem essa pergunta. Já sabem que a resposta está mais do que sabida.

Aos poucos e poucos fui aceitando o que em mim existia. Esta necessidade de saber o que se passa no país e no mundo, de entender o porquê de certas decisões tomadas, e mais, fui aprendendo a construir as minhas próprias ideias, a defender as minhas crenças.

Hoje, afirmo com orgulho que sou PS, e que o que mais prazer me dá é andar na rua, lutar por este país que é também tão meu.

Hoje, afirmo com orgulho que defendo a distribuição da riqueza, defendo a igualdade, defendo um estado social e mais justo. Sou a favor de um SNS público e acessível a todos, e de uma escola pública, pois considero a educação um direito, independentemente do estatuto económico de quem a frequenta.
Defendo um PM capaz de apresentar medidas, como o PEC IV, numa tentativa de resgatar o país. E não concordo com um oposição tão sedenta de poder, que rejeita essas mesmas medidas, por as considerar muito exigentes, e que afirma que se vencer as eleições, as suas políticas serão muito mais exigentes que a Troika.

Defendo o TGV, porque sei que nos ligará à Europa, trazendo mais hipóteses de empreendimento no país.
Por tudo isto e muito mais, apoio José Sócrates, apoio o PS. Porque apoiar José Sócrates é defender o futuro, é Defender Portugal!

E no presente, se me perguntarem o que quero fazer no futuro, para além de vos dizer que quero tirar o curso de Direito, digo-vos também que quero seguir as pisadas do meu pai, porque ainda mais do que uma paixão, é uma necessidade. É um modo de vida!

teoria feita por Mags às 15:45

28
Mai 11

E o melhor do dia de ontem?

Tudo. A emoção de ver centenas de pessoas ali, todas juntas para defender uma causa, para apoiar uma pessoa, para Defender Portugal. A emoção da chuva a bater-nos na cara. A emoção de estar com o homem mais falado do país, tanto para o bem como para o mau. A emoção de o ter mesmo ao meu lado, e de o cumprimentar.

O orgulho sentido aquando da saudação a uma só voz: "É J, é S, é JS"; "PS, PS, PS"; "Vitória, vitória, vitória"; "Oh lélé oh lálá o Sócrates é, o melhor que há". O orgulho de poder dizer "Quanto mais a luta aquece, mais força tem o PS".

É mais do que alguma vez poderei transpor para o papel. Porque não há palavras para descrever tudo o que sinto, o que penso

 

É uma vida. -  É a vida que eu quero.

teoria feita por Mags às 00:19

24
Mai 11

... foi a nota que obtive com este texto. O objectivo? A partir de a observação da imagem de uma lavadeira, olhando pela janela, imaginar e descrever o que ela veria do lado de fora, colocando Cesário Verde nesse plano.

 

 

Durante uma curta pausa que fiz, pus-me à janela a olhar o nada. À minha frente mora um homem intimidante, mas belo. Julgo ser um escritor, pois muitas vezes o vejo sentado a escrever. Porém, talvez seja apenas um apaixonado sem reservas, e escreva muito à sua amada.

Muitas são as vezes que o olhos e vejo a luxuosa vida que leva. Hoje é mais um dia de sorte. Ele está à janela.

Está a fumar muito. Parece a sua chaminé, em noite fria de Inverno. Não sei se aquilo será bom. O cheiro que no ar fica, deixa-me enjoada. Parece doente. Estará com febre? Passa a mão pela cabeça diversas vezes. Gostava de perguntar. Do seu lado direito, encontra-se uma mesa cara. Agarra-se com força a ela e senta-se. Vejo-o pegar em alguns papéis e rasgá-los. Serão de um amor não correspondido?

Não se concentra em nada e não o percebo. Consigo ver as sobrancelhas cerradas, os olhos fechando-se e abrindo-se por várias vezes. Parece aborrecido com alguma coisa. Talvez o que julguei cartas de amor, fossem a má notícia que esperava. Não sei. Mas no entanto, quando os seus olhos frios se encontram com os meus, parece que o gelo se desfaz e até julgo ver um sorriso chegar-lhe aos lábios. Apaga a luz e sai devagar.

Tenho de voltar ao trabalho.

teoria feita por Mags às 18:11
tags: ,

23
Mai 11

...gostava que me desses um momento para te mostrar o quanto significas para mim. Um momento apenas, para te fazer sentir tudo aquilo que sinto, pensar tudo aquilo que penso. Utilizaria esse momento para te fazer ver as emoções que me percorrem quando os nossos olhos se encontram, como hoje aconteceu. O Mundo pára. Tudo o que temos à nossa volta de evapora, e só consigo ver-te. Deixo de pensar, de sentir. É como se deixasse de ser quem sou, para passar a ser outrem. Perco o rumo das minhas palavras, e perco a minha compostura. Só me apetece ficar assim, não sei durante quanto tempo, mas assim. E curiosamente, ao mesmo tempo em que toda eu rejubilo, só me apetece fugir. Fugir desses teus olhos que me incendeiam por dentro, fugir do que sinto. Sinto-me tremer, e sinto-me a congelar. Não consigo sequer andar, apesar de me forçar a fazê-lo.

É impressionante. Metes-me medo! Não, não és tu - É a tua resposta calada. Aquele não que não quero ouvir. Porque não acredito que seja possível que também tenha feito faísca contigo, naquele tão curto espaço de tempo... Não... É impossível. E apesar de ser tão impossível, chega até a ser possível! Confuso? Boa, é o meu estado de espírito.

Gostava apenas que me desses esse momento. Um momento apenas, basta-me para te fazer ver tudo. Depois, tudo poderia voltar a ser como é agora. Ou não!

teoria feita por Mags às 18:53

16
Mai 11

Bem, se alguém precisar de saber se vai chover, mas não confiar no site da metereologia pode sempre vir falar comigo! Desde que fui operada ao pézinho, que noto que sempre que muda o tempo, principalmente para estados mais húmidos, o pé se queixa. Mas até este fim-de-semana não tinha conseguido interpretar estes sinais. Pois bem, agora já consigo! Tenho vindo a aperfeiçoar o Dom que o meu médico me deu, e estou cada vez mais perto da perfeição!

Sábado começou-me a doer bastante o pé, indo progressivamente piorando até domingo à tarde, altura em que me deixou de doer o pé. E eu pensei "Vai chover!" e não é que caiu mesmo uma carga de água?

 

Só vos digo, qualquer dia abro um negócio com o meu pé. Sou capaz de acertar mais do que a metereologia... Stôrinha de Geografia, agradeço imenso ter-me ensinado a ler cartas metereológicas mas bem... Eu não preciso!

teoria feita por Mags às 20:23

15
Mai 11

Pergunto-me se também te acontece. Se também te dás por ti a pensar em mim. Pergunto-me se te sou completamente indiferente, ou se não o sou assim tanto. Pergunto-me se tens a consciência para perceber que agora nos encontramos tanto porque queremos... Ou será apenas uma coincidência?

 

São diversas as vezes em que me encontro a relembrar pequenos momentos que me marcaram tanto. Nem sei como. Relembro os teus olhos claros na escuridão quente da noite. Relembro o sorriso tímido que te lancei, e relembro como esse pequeno instante me fez sentir. Relembro-me de passar por ti e de sentir os teus olhos em mim. Seria apenas impressão? Lembro-me de tudo, e penso várias vezes em tudo. Relembro a primeira vez que te olhei. Lembro-me de te ter olhado para me rir. Relembro o último dia passado na tua companhia. Não queria sair, e embora não soubesse o porquê, agora já o sei.

Sei como me fazes sentir: Criança, tremendamente insegura, mas irracionalmente feliz!

 

E para além de dar por mim a pensar em tudo o que aconteceu, dou por mim a questionar-me: "Serei parva por sentir tudo isto? Será que ele também o sente? Será apenas uma ilusão?"

 

Tão pouco tempo, tanta coisa mudou!

teoria feita por Mags às 21:25
tags:

08
Mai 11

 

Pareces um boneco, és um bicho estranho, ainda não tens as penas todas, comes à seringa, arranhas-me, pias-me ao ouvido, atacas o Mega, nunca queres sair do meu colo, não gostas da comida quando sou eu que a preparo, não me largas, chamas intensamente por mim se não te tenho ao ombro, quase que te atiras da cama abaixo só para estares comigo, ficas imensamente feliz ao sentir o meu calor, e és chatinho.

 

És o meu bebé, és o meu tesouro e eu amo-te taaaanto!

teoria feita por Mags às 19:31

Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Vamos contar o tempo...
PitaPata Dog tickers
Ajudar e...
760 50 10 95
...Prevenir!
"Orgulho naquilo em que acredito!"
pesquisar
 
"Exige muito de ti e espera pouco dos outros!"
Está verde? Podes falar!
blogs SAPO